Paris: o que fazer na Cidade Luz?

Quem nunca sonhou em conhecer a famosa Torre Eiffel? Ahhh…vaii..conta!!!! Um dos cartões postais mais românticos do mundo e presente em quadros, souvenirs, livros, roupas em qualquer loja aqui no Brasil, Paris se tornou o sonho de viagem de muitas pessoas! E não é por menos, a cidade é linda e reúne encantos em cada cantinho! E seja qual for o tempo que você pretende passar por lá pode ter certeza que vai dar vontade de voltar!

Aqui vou fazer um roteiro completo para todos aqueles que desejam visitar Paris pela primeira, segunda ou décima vez!

Não seguirei a ordem exata do roteiro que fizemos por lá pois intercalamos alguns “Bate-voltas” (já tem posts completos deles aqui no blog. Conto no finalzinho) e também idas a Disney! Além disso, por conta de algumas manifestações (algumas bem sinistras…se quiser dê uma olhada nos nossos stories – destaques no instagram @antesdeirblog) que aconteceram durante nossa viagem tivemos que vez ou outra dar uma ajustada no roteiro por termos sido impedidos de visitar determinado lugar. Isso nos fez dar algumas voltas desnecessárias durante a viagem e perdemos algumas visitas. Então colocarei aqui o nosso roteiro ideal, que foi o que planejamos, pois com ele, será fácil (assim como foi pra gente) readaptar as visitas no caso de acontecerem problemas com você como os que passamos.

Então, chega de bla bla blá e vamos lá!

  1. Já tem seu passaporte? Não? Então, primeiro, leia este post com detalhes de como tirar seu passaporte.

Para a França (e outros países da Europa) não é necessário visto. Apenas um passaporte com mais de 6 meses de validade. Caso vá fazer bate-voltas confira as exigências de todos os países de destino. Fizemos bate-volta para Amsterdam, Bruxelas e Londres e não precisamos de visto.

      2. Quantos dias em Paris?

Como muitos países na Europa são bem pertinho um dos outros pode ser que Paris não seja seu destino principal. Então, vai depender muito do objetivo de sua viagem. Se você quiser conhecer mesmo Paris o ideal é pelo menos uns 8 dias apenas lá. Mas se você estará por lá só de passagem aproveite o que puder. Dá para conhecer o básico em 3 dias.

       3. Como chegar em Paris?

Quando você fizer a pesquisa de vôos verá que existem diversas opções (com conexão em vários lugares ou direto). Nós sempre optamos pelo mais barato, mas também avaliamos bastante os horários: se o horário de embarque no Brasil será muito ruim, se o horário de chegada no destino bate com o check-in no hotel. Se não bater você terá que avaliar suas possibilidades em relação às malas etc. Às vezes dentre as passagens em promoção existem opções em que pagando apenas 50 reais a mais você economiza 10 horas de conexão, por exemplo. Então avalie tudo isso. Nem sempre um vôo que só chegará no destino 2 dias depois vale a pena, principalmente porque você irá perder 2 dias da sua viagem só em aeroporto. Só vale se durante a conexão você tiver a oportunidade de sair para descansar e ainda conhecer um pouco outro lugar.

Existem 2 aeroportos de chegada em Paris: o Orly e o Charles de Gaulle (CDG). O aeroporto Orly é o mais próximo da cidade. Mas é para o CDG que costumam ter as maiores promoções nos sites das companhias aéreas. O nosso vôo foi promocional e foi para o CDG. Ele é um pouco mais distante do centro de Paris mas ainda assim é perto.

Para ver passagens em promoção acesse o Passagens Promo clicando no botão abaixo. Fique ligado no nosso instagram @antesdeirblog pois por lá estamos sempre divulgando descontos.

passagenspromo

Para sair de lá você tem diversas opções:

Taxi – Não pegue qualquer um. Pegue o tabelado. E confirme o valor com o motorista ANTES de entrar. Do Charles de Gaulle, por exemplo, é 50 euros se o hotel ficar do lado direito do Rio Sena e 55 euros se ficar do lado esquerdo. (Preços de 2019)

Uber – É só verificar no aplicativo o valor total colocando a localização atual até o seu hotel. Funciona igual no Brasil, é tranquilo. É só lembrar de autorizar o cartão de crédito que está cadastrado lá para compra internacional. Às vezes o taxi tabelado fica mais barato que o Uber.

Shuttle – Alguns hotéis oferecem esse serviço pago a parte e combinado antecipadamente. Fizemos isso na volta e saiu o mesmo preço que pagaríamos no UBER.

Roissybus – é tipo um ônibus executivo que possui tarifa fixa e deixa em alguns pontos específicos. Você precisa verificar se o ponto onde ele vai te deixar irá valer a pena pois de lá você terá que ir arrastando mala até seu hotel, ou pegar outro Taxi/Uber.

RER + Metrô – O RER B, que é um trem deles, sai direto do aeroporto e faz baldeação com diversas estações de metrô. Basta você verificar qual é a que fica mais próxima do seu hotel. A tarifa para sair do aeroporto e ir para o centro de Paris é diferenciada. Verifique no guichê ou na maquininha. Essa opção pode ser uma das mais em conta, mas leve em consideração que: o metrô é cheio, a maioria não possui escada rolante, então você tem que subir e descer escadas com malas pesadas. Só faça isso se a soma do valor do metrô para todo o seu grupo compensar o valor do taxi.

Nós optamos por ir de táxi. O Uber estava saindo bem mais caro que o taxi tabelado. O ônibus não nos deixaria próximo do hotel, ou seja, teríamos que pegar um Uber por lá de qualquer forma. E o RER + Metrô (valor total) não compensava o esforço que iríamos fazer e nem o risco também. Deixe para economizar em outras coisas na sua viagem e opte por conforto e principalmente SEGURANÇA na saída e retorno ao aeroporto, por conta das suas malas.

Se você estiver indo para Paris de outro país da Europa de trem você descerá na estação Gare du Nord que é uma estação enormeeee e super central. De lá você tem acesso ao metrô de quase todas as linhas. Lá tem escadas rolantes, o que já ajuda muito. No caso você só terá que enfrentar as escadas das estações de metrô. Mas se você estiver com muitas malas é melhor pegar um uber da estação Gare du Nord até seu hotel.

20190318_042538
Estação Gare du Nord, quase um shopping!

          4. Onde ficar em Paris?

Existem milhõessss de opções de hotéis em Paris. Então siga estas dicas para que você possa escolher melhor seu hotel em Paris:

  • Verifique se ele possui alguma estação de metrô próxima. Você irá utilizar muito o metrô, então ficar num hotel em que o metrô fique longe demais vai fazer você ter que andar muito toda a vez que você precisar pegá-lo e como já se anda muito em Paris, pelo menos o dia que for pegar metrô dê uma economizada.
  • Se não reservar o hotel com café da manhã confira se pelo menos tem frigobar no quarto para que você possa comprar frutas, iogurte, leite, manteiga, queijo no mercado. Nós reservamos o nosso hotel sem café (estava caro demais) então optamos por um hotel com frigobar para que pudéssemos comprar as coisas no mercado. Dou essa dica pois é super difícil encontrar um hotel com frigobar em Paris.
  • Tente ficar próximo de pelo menos algum ponto turístico para não precisar de metrô sempre. Em muitos blogs eu li que o melhor era ficar nos arrondissements mais centrais, ou seja, os que possuem os números mais baixos (1 ao 8, por exemplo). Mas os hotéis nesses arrondissements costumam ser os mais caros. Comecei a pesquisar então arrondissements mais distantes mas que nos deixassem próximos de algum ponto turístico. O nosso hotel era no 16º arrondissement mas era praticamente do lado (600 metros, o que não é nada em Paris) da Praça do Trocadero. Isso fez com que pagássemos um preço bem mais em conta e mesmo assim víssemos a Torre quase todos os dias na nossa viagem.

Reserve seu hotel pelo Booking clicando no botão abaixo:

Botao1

        5. Alugo carro em Paris?

Se seu objetivo for apenas visitar Paris e fazer alguns bate-voltas não é necessário alugar carro. Alugue apenas se você for fazer alguma road-trip a partir de Paris. Mas se for ficar apenas na cidade não é necessário!

Paris se faz a pé e de transporte público! Não sentimos falta de carro em nenhum momento.

Mas se for alugar carro reserve com a RentCars usando nosso link clicando aqui!

          6. Seguro viagem para Paris

O seguro viagem para Paris é OBRIGATÓRIO por causa do Tratado de Schengen. O Tratado de Schengen é um acordo firmado entre 26 países europeus, que visa estabelecer a livre circulação dos visitantes nos países participantes e a França faz parte dele.

O Tratado estabeleceu a obrigatoriedade da contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de € 30.000 euros para todos os turistas. O objetivo dessa regra é garantir que o visitante possa pagar as possíveis despesas médicas surgidas durante a viagem, inclusive em caso de óbito.

Mas calma, esse não é o valor que você paga no seguro. Esse é o valor da cobertura. Hehe. Faça cotação do seu seguro viagem pela Seguros Promo clicando aqui.

Use o nosso cupom ANTESDEIRBLOG7 e garanta 7% de desconto no seu pagamento.

botao3

            7 . Compre um chip de celular

É super importante ter um chip pois você poderá usar o Google Maps para ajudar a traçar suas rotas, olhar as baldeações de metrô e caso se perca no caminho e precisar se localizar. Mas, principalmente, no caso de alguma emergência, poder ligar para o seguro. 

Nós compramos o nosso chip aqui no Brasil pela internet. E ele chega em casa direitinho com todas as instruções. Você tem diversas opções de pacotes: Só de dados, dados e ligações, para até 30 dias, mais de 30 dias! É só escolher. Compre o chip da Orange para Europa na Easysim4you.

             8. Como se locomover em Paris.

A melhor forma de se locomover em Paris é a pé e de transporte público. Usamos o metrô e o RER (trem de lá) para todos os lugares. E pra quem já está acostumado a andar de metrô no Brasil é super fácil.

Em Paris existem vários passes de metrô: individuais, específicos para determinadas áreas e o Navigo Découverte. Durante nossa estadia em Paris nós usamos apenas 3 tipos: O individual, o carnet 10 voyages e o Navigo Decouverte Semanal.

O ticket t+ (carnet 10 voyages) nada mais é que uma promoção pra você comprar 10 tickets de metrô de uma única vez. No ticket avulso vc paga 1,90 euro e o ticket t+ custa 14,90 saindo cada ticket a 1,49 (preços de 2019). Na nossa primeira semana (quinta a domingo…pois chegamos numa quinta de manhã) optamos por esse ticket pois pra esse período não valia a pena o Découverte. E no domingo como precisamos de mais alguns tickets apenas para o dia compramos o avulso mesmo.

Para a segunda semana usamos o Navigo Découverte semanal que começa a valer de segunda e vai até domingo. Ele inclui metrô e RER e é válido para as 5 zonas de Paris. Ou seja, se você estiver uma semana completa em Paris, usando metrô varias vezes e nessa semana você for a Disney pelo menos 1 vez ou ao Palácio de Versailles já vale a pena comprar o Navigo. O cartão custa 5 euros (não são devolvidos) e o passe semanal custa 22,80 euros das zonas 1 a 5. (Preços de 2019)

Atenção: Se você chegar a Paris numa quinta e comprar o Navigo ele só passa a valer a partir da segunda seguinte.

Dito tudo isso, vimos muitas pessoas perdidas sem saber como comprar os tickets t+ e principalmente o Navigo lá em Paris. Então gravamos esse vídeozinho e colocamos no nosso youtube.

Esses foram os passes que usamos..mas tem alguns outros.O grupo do Viaje na Viagem fez um post superrrr detalhado sobre cada um dos passes de metrô e esse post nos ajudou muito a fazermos as contas e ver o que mais valia a pena pra gente! Vai depender muito do seu planejamento, então depois dá uma olhada também. Clique aqui.

             9. Cuidado com os PickPocket

Seja andando no metrô, pelos arredores da Basílica de Sacre Coeur ou até mesmo nos elevadores da Torre Eiffel esse é um dos avisos que você mais lerá e ouvirá em Paris!

E é pra ficar atento mesmo..pois eles estão por toda parte! Tome cuidado com algumas abordagens…algumas vezes chegam 2 pessoas perguntando se você fala inglês..aí se você der assunto…enquanto um te distrai o outro te furta…ou te pegam distraído e colocam uma pulseira na sua mão com o objetivo de extorquir alguma grana..ou as famosas meninas com pranchetas de pesquisa que fazem uma das duas coisas acima também! Além das abordagens fique atento, ainda, sempre aos seus pertences em lugares muito cheios.

Mas também não precisa ficar neurótico! Algumas pessoas que cercam os pontos turísticos estão só tentando vender mesmo: torrezinhas, chaveiros e todo tipo de souvenir..além de se oferecerem para tirar as famosas “fotos criativas” que já são famosas aqui pelo Brasil também (mas cobram no final)! Se quiser ok, se não quiser é só dizer que não! Não tivemos problemas com nenhum…estavam trabalhando! Mas alguns outros tem outros objetivos que não são bons conforme contei acima! É só ficar atento e curtir tudo com atenção!

Perto da Basílica de Sacre Coeur vimos um casal que foi pego na abordagem da pulserinha..um deles segurava o braço do rapaz com força e não soltava..e quando viram que não dariam dinheiro apareceram mais outros 2 pra coagir. É meio tenso! Fique atento!

      10. E agora sim: O roteiro completo

Roteiro completo para Paris

Dia 1 – Dia da chegada. Não programe nada muito complexo para o dia da chegada. E nem pensar compre ingressos com data pré-definida para este dia. O ideal é deixar este dia um pouco mais solto. Existem diversos imprevistos que podem acontecer no vôo: atrasos, cancelamentos, remarcações etc. Fora imprevistos na própria cidade: problemas com deslocamento etc. Deixe esse dia mais livre. Quando chegar dê uma caminhada no entorno do seu hotel para já ir se ambientando com o local, verifique onde fica a estação de metrô mais próxima, os mercados, restaurantes, padarias etc. Vá no mercado fazer suas compras para o café da manhã, caso não tenha reservado hotel com café. E principalmente, descanse para os próximos dias.

Se você chegar muito cedo e não der nenhum problema com seu vôo você pode matar a curiosidade de algum ponto turístico sim, mas nada muito longe do seu hotel.

Como estávamos próximos da Praça do Trocadero nós fomos até lá de manhã e tiramos todas as fotos possíveis da Torre linda! Lá é um dos melhores lugares para fazer fotos da Torre.

Vá para o cantinho (direito ou esquerdo) onde ficam umas escadinhas e tire fotos diferenciadas de lá!

DSC_0032
Foto da ruazinha lateral da Praça do Trocadero, se você for bem cedinho pega ela assim: vazia!
LRM_EXPORT_83726835990228_20190314_110306953
Escadinha lateral da Praça do Trocadero

Almoçamos ali perto (vou fazer outro post só com dicas de restaurantes) e voltamos para o hotel. Fizemos compras, e no finalzinho da tarde saímos pela Pont Bir Hakeim (uma ponte linda e famosíssima em Paris cenário de vários filmes, incluindo “A origem” com o Leonardo di Caprio) e fomos em direção à Champ des Mars, o lindíssimo campo que fica em frente à torre. Ele estava com boa parte em obras. E a parte que não estava tinha bastante lama por conta das chuvas. Sabe aquela idéia de fazer piquenique na grama? Pois é….no inverno não rola muito…hehe. Além disso, a parte gramada principal está toda cercada e agora só dá pra ficar nas graminhas ao entorno.

De lá, como já estava no finzinho da tarde, voltamos para o Trocadero para assistir a Torre se iluminar. A Torre acende assim que escurece. E depois pisca durante 5 minutos de hora em hora (na hora cheia) até 1h da manhã.

IMG_20190314_190124028
Torre piscando vista da Praça do Trocadero

E assim encerramos o nosso primeiro dia. Deu tempo de fazer tudo isso por que estávamos hospedados perto da Praça do Trocadero e nosso vôo chegou às 8h da manhã em Paris. Você pode adequar esses pontos que eu citei em outro dia no seu roteiro. Tem uma estação de metrô que deixa na Pont Bir Hakeim. Logo, você pode fazer toda a parte que fizemos a partir da ponte em uma tarde e conhecer o Trocadero no finalzinho da tarde para aguardar a Torre se iluminar de lá.

Dia 2 – Torre Eiffel, Sena e Museu d’Orsay

Separamos este dia para subir a Torre Eiffel. Compramos nosso ticket antecipadamente pela internet (no próprio site da Torre) para às 11h30 da manhã. É necessário chegar na entrada com pelo menos meia hora de antecedência. Achamos o horário ótimo. Não estava tão cheio e quando descemos já fomos direto almoçar.

Nós saímos do hotel e fomos em direção à Praça do Trocadero, descemos por lá, passamos pelo carrossel e atravessamos até a entrada para subida na Torre. Como já tínhamos visitado a Champs des Mars no dia anterior não voltamos lá, até porque ainda estava com bastante lama. Mas pra quem não tiver tempo de fazer o que fizemos no primeiro você tem duas opções:

Primeira – Descer na estação de metrô Trocadero bem cedinho e curtir a vista maravilhosa ali de cima. Descer pela lateral, passando pelo carrossel do Louvre. Atravesse a Torre pela lateral até a Champs des Mars. Dê a volta por ela vendo a torre por outro ângulo e depois disso suba a torre.

Segunda – Descer na estação de metrô Bir Hakeim, passar pela ponte (você já verá a torre de longe com o Sena), caminhar beirando o Sena até a Champs des Mars, dar a volta na Champs des Mars e subir a torre. (Nessa opção você iria no Trocadero outro dia)

A subida na Torre é algo incrível! A vista lá de cima é maravilhosa. No 2º andar tem algumas lojinhas e restaurates. Nós compramos nosso ingresso para subir até o topo mas no dia estava ventando tanto que eles cancelaram a subida até lá e só estavam deixando subir até o 2º. Uma pena.

Os valores mudam conforme o lugar que você vai subir. Se for só até o 2º é mais barato e se for até ele de escada e não de elevador é mais barato ainda. Ao chegar na entrada você passará pela segurança e depois já estará na parte de dentro, bem embaixo da torre. Procure a fila de acordo com o ingresso que você tiver comprado. Se for ingresso para subir de escada procure a fila (SOMENTE ESCADAS) e se for para subir de elevador (SOMENTE ELEVADOR).

DSC_0042
Champs des Mars vista do alto da Torre
DSC_0053
Praça do Trocadero vista do alto da Torre
DSC_0078
Do alto da torre com essa vista linda!
DSC_0099
Embaixo dela!
DSC_0106
A Torre e seus detalhes

Achamos muito caro almoçar lá em cima, então após explorarmos todos os ângulos da vista linda descemos e procuramos um lugar para almoçar ali pertinho mesmo.

De lá, fomos caminhando beirando o Rio Sena até o Museu d’Orsay. A distância não é muito curta não. Mas vale super a pena porque você vai beirando o rio e vendo várias coisas no caminho. Passamos pelo Museu du Quain Brainly, pela Cathédrale de la Sainte-Trinité, pela Ponte Alexandre III (a mais linda de Paris, pare para tirar fotos nela), pela Praça dos Inválidos (Linda! Onde fica o Museu da Air France e o Museu dos Inválidos, este último também vale muito a visita se você tiver tempo em sua viagem) e enfim chegamos ao Museu de Orsay.

DSC_0143
Cathédrale de la Sainte-Trinité
DSC_0178
Praça dos Inválidos
DSC_0328
Ponte Alexandre III
20190315_141855
Caminhando às margens do Rio Sena

Em nossa viagem não fizemos muitos Museus até porque é necessário ter mais dias para isso e também porque amamos fazer coisas ao ar livre. Ficar muito tempo enfurnada em museu não era minha idéia de viagem à Paris, mesmo no inverno…hehe. Então optamos por entrar em apenas 2: O Museu do Louvre (lógicoooo) e o Museu d’Orsay.

O Museu d’Orsay é lindo e possui um acervo super famoso dos impressionistas e uma coleção de mobiliário art-nouveau. O museu possui um rígido horário de fechamento e 40 minutos antes eles já começam a isolar as áreas de cima para baixo. Então, se você chegar na parte da tarde comece a visita do último andar e depois vá descendo para conseguir ver a maior parte do acervo.

20190315_140344
Olhem como esse Museu é lindo!
DSC_0273
E ainda mais lindo por dentro!
DSC_0203
Museu d’Orsay

Como já falei, nosso hotel era perto do Trocadero, então de lá, voltamos caminhando pelo lado direto do Sena até o Trocadero novamente e assistimos no meio do caminho mais uma vez a Torre se iluminar! Passamos por um caminho lindooo fazendo esse trajeto a pé. Jantamos lá perto mesmo e encerramos o dia.

Dia 3 – Museu do Louvre e Arco do Triunfo.

O Louvre é aquele Museu que, ainda que você não curta museus, não tem como não visitar em sua visita a Paris. Ele possui algumas das obras mais famosas do mundo!! Sabe aquelas que você estudou na escola? Então, lá você poderá ver ao vivo e a cores.

O roteiro deste dia você pode fazer começando pelo Louvre e terminando no Arco no Triunfo ou ao contrário, ok? Vai depender de sua preferência: visitar o Louvre pela manhã ou à noite.

Nós optamos por visitar o Louvre logo no primeiro horário e foi ótimo. Chegamos meia hora mais cedo do horário do ingresso e tiramos muitas fotos na pirâmide.

LRM_EXPORT_2006764834525_20190316_190506601
Pirâmide do Louvre

Dica primordial: Compre seu ingresso antecipadamente pela internet no site do Louvre. A fila para comprar o ingresso pode demorar quase 2 horas em algumas épocas do ano. E além da fila do ingresso ainda tem uma filinha para a entrada.

Quando você chegar provavelmente já terá uma fila em frente à Pirâmide para a entrada principal, mas fique atento: O Louvre possui 4 entradas e não apenas aquela da Pirâmide. Essa é a que normalmente fica mais cheia mesmo para quem comprou o ingresso antecipado. Seguindo a dica da @letsparis nós entramos pela Richelieu que fica do lado esquerdo e não enfrentamos fila nenhuma.

Bom, depois de entrar e tirar todas as fotos possíveis no hall interno que é lindooo estará na hora de começar sua jornada. O Louvre é um museu enormmmmeeeeee. Para conhecê-lo de ponta a ponta nos detalhes você precisaria de no mínimo 3 dias completos só nele. E, claro, nem todo mundo (ou quase ninguém..rs) tem esse tempo ao seu dispor. Então, faça um roteiro do que você mais deseja ver no museu para não perder tempo. Nós ficamos lá da hora que abriu, 9h, até 12h. Seguimos o roteiro incrívellllll da @letsparis que você pode conferir neste vídeo. Além do roteiro dela que é super completo, só incluímos ainda o roteirinho dos quadros que aparecem no filme Código da Vinci que você pode conferir neste link.

DSC_0447
Ele é lindo por dentro! E enormeeee!
DSC_0410
A famosa “Vitória de Samotrácia”
DSC_0421
E olha a “Mona”aí gente!!! Ela segue mesmo a gente com o olhar! #medo rs
DSC_0468
Eros e Psiquê

Terminando o Louvre saia pela saída dos fundos que dá acesso ao Jardim des Tuileries que é um jardim lindísssssimmoooooo. Dentro dele tem alguns restaurantes, mas estavam fechados quando fomos, não sei se por conta do inverno ou da manifestação que estava acontecendo no dia.

LRM_EXPORT_1858435140978_20190316_190238274.jpeg
Jardim lindo!

Atravesse todo o Jardim e siga para a Praça da Concórdia. Esta praça é a maior da capital francesa e tem um papel muito importante na história da cidade.

DSC_0511.JPG
O que deu pra ver da Praça da Concórdia por causa da manifestação. Estava com barreiras.

De lá, siga em direção a Avenida Champs-Élysées, uma das ruas mais famosas de compras em Paris. Ali você encontrará as lojas: do PSG, Zara, uma Sephora enormmme, uma loja da Disney, H&M, Lacoste e para os amantes de ballet uma loja da Repetto. Você pode parar para almoçar nela, seguindo as dicas do nosso post de restaurantes em Paris que lançarei em breve. Não é dos lugares mais baratos para comprar em Paris. Se quiser dicas de onde comprar barato em Paris clique aqui.

20190323_075858
Champs-Élysées com muitas lojas fechadas

De lá, siga para a subida ao Arco do Triunfo. Nesse momento é possível que já esteja escurecendo. Então suba um pouco antes de escurecer e veja a cidade se iluminar lá de cima! O Arco do Triunfo é outro monumento importantíssimo em Paris, palco de diversos momentos históricos. Vale a pena comprar o ingresso antecipado pela internet no site deles. Ao chegar lá é só ir direto para a área da subida. A subida é de escada e são muitossssss degraus. Muitos mesmo..rs. Vi um elevador mas só estava disponível para pessoas com dificuldade de locomoção. Se você estiver grávida, ou estiver com idoso no seu grupo vale a pena verificar. Lá em cima, sente 10 minutinhos para assistir o vídeo sobre os acontecimentos históricos do Arco desde o planejamento da sua construção. O vídeo é super legal!

No terraço tem alguns mapinhas para te ajudar a entender a vista: Tem os nomes de todos os monumentos que você consegue ver de lá. Fomos lendo um por um. É de lá de cima que você tem uma das vistas que eu considero mais lindas de Paris pois você vê o “desembocar” das ruas através do Arco! Veja Paris se iluminar e encerre seu dia de forma linda!

20190323_075003
Arco do Triunfo
IMG-20190324-WA0112
Torre vista do topo do Arco do Triunfo

Como já falei, você também pode fazer esse roteiro ao contrário, começando pelo Arco do Triunfo e seguindo: Champs-Elysées, Praça da Concórdia, Jardim dês Tuileries e encerrando seu dia no Louvre iluminado. Para isso, compre seu ingresso do Louvre para a noite.

(Nesse dia, por conta das manifestações dos “coletes amarelos”, nós não conseguimos completar o roteiro todo. Mas esse é o roteiro ideal. Fomos ao Louvre e ao Jardim dês Tuileries. De lá não conseguimos passar. Dava pra ver o gás lacrimogênio subindo ao céu e ouvir as bombas. Foi uma manifestação pesada. Pixaram o Arco do Triunfo, quebraram diversas lojas da Champs-Elysées. Do Jardim de Tuileries fomos para outro lugar e essas fotos do Arco e da Champs são de outro dia. O Arco não estava mais pixado, mas tinham quebrado uma escultura nele que estava em reforma. E a Champs estava com muitasssss lojas fechadas e outras lacradas.)

Dia 4 – Pantheon, Jardim de Luxemburgo e Catedral de Notre Dame.

Comece seu dia indo até o Pantheon. O nome do monumento vem do grego pántheion, que significa “de todos os deuses”. Ele é usado para homenagear grandes nomes para a história da França (exceto os de carreira militar que ficam no Museu dos Inválidos.) Se quiser subir basta ir até a bilheteria e comprar o ingresso para a entrada. Não vimos uma fila muito grande, mas como tínhamos muita coisa para esse dia por conta do atraso que tivemos das 2 manifestações que passamos nos 2 dias anteriores, nós não entramos. Do topo da cúpula se pode ter uma bela vista de Paris com a Torre ao fundo. Na praça onde fica o Pantheon também ficam a igreja de Saint-Étienne-du-Mont, a Biblioteca de Santa Genoveva, a Universidade Paris-Sorbonne, a prefeitura do 5º arrondissement e o Liceu Henrique IV.

DSC_0625
O imponente Pantheon! Lindo!

De lá caminhe pela rua principal que fica logo em frente ao Pantheon em direção ao Jardim de Luxemburgo, um dos jardins mais lindos de Paris. Passeie por lá e veja o dia a dia dos franceses (correndo, passeando com os filhos etc). Dentro dele fica o Palácio de Luxemburgo e o Museu, que também só fotografamos. De lá seguimos em direção a Rue de la Huchete.

DSC_0641
Jardim de Luxemburgo
DSC_0655
Esse jardim é muito lindo!

A Rue de La Huchete é a melhor rua para comprar souvenir em Paris. É tipo um “Saara” parisiense. Simplesmente amei a vibe. Dou essa rua como referência, mas na verdade o burburinho é um entroncamento de 3 ruazinhas cheias de lojinhas, restaurantes e lojas de doces. Vale super a pena passar por ela! Foi lá que experimentamos um dos melhores macarrons de Paris, compramos lembrancinhas, chocolates etc. Clique aqui para ver um post completo só de lugares para comprar barato em Paris.

DSC_0734
Saara de Paris

De lá atravesse para a linda Catedral de Notre Dame, uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. E por favor, entre nela e suba até o topo. Não tivemos como fazer isso, pois no nosso planejamento iríamos nela em um dia de semana, mas por conta das manifestações que já citei tivemos que mudar muito o nosso roteiro. E acabou que fomos nela no mesmo dia que tínhamos ingresso com horário para o jogo do Paris Saint-German. A fila para subir a Catedral estava enormeee. Vale a pena comprar o ingresso antecipado caso você queira subir. Obs: Lá dentro fica o famoso sino que aparece no filme do Corcunda de Notre Dame. Infelizmente a Catedral pegou fogo hoje (15 de abril de 2019) enquanto eu escrevia este post. Não sabemos como será a partir de então. Muito triste. 

De lá atravesse a rua e visite a famosíssima Livraria Shakespeare and Company. Além de ser linda por dentro você pode comprar exemplares de livros em inglês por um preço muito melhor do que os exemplares em inglês aqui no Brasil. Se tiver tempo, ao lado dela fica o café da livraria que é muito lindo. No segundo andar estava acontecendo um Círculo do Livro quando fomos. Foi incrível assistir um pouquinho. Não pode fotografar por dentro.

DSC_0722

Termine seu dia jantando em um dos restaurantes próximos ali na região. Tem vários e com diversas opções de preços. Foi o lugar mais barato que vimos para comer. Veja em breve post sobre restaurantes.

Dia 5 – Montmatre, Basílica de Sacre Couer e Moulin Rouge

Hoje é dia de visitar um dos bairros mais fofos de Paris. Desça na estacão de metrô Abesses. Ao descer dela você estará em frente a entrada da estacão de metrô mais linda de Paris. Pra mim ela já é um ponto turístico. A pracinha com o seu carrossel é super charmosa.

20190319_073518

Num pequeno parque logo ao lado da estação de metrô fica o famoso “Muro do Eu te amo”. O muro tem a frase “Eu te amo” escrita em mais de 300 línguas, inclusive em português.

DSC_0949

De lá, siga em direção à Place du Tetre subindo as muitas escadarias de Montmatre. Uma praça super popular, movimentada e cheia de artistas de rua. Lá tem artistas fazendo retratos, caricaturas, quadros etc. Se quiser levar uma caricatura sua de Paris, essa é a hora.

DSC_0960

DSC_0968
Place du Tetre

Da praça você já estará pertinho da Basílica de Sacre Coeur (já na parte alta). Entre na Basílica e veja como ela é lindaaa!!! Não tinha fila para entrar e também não é cobrado. Só é cobrado ingresso caso você queira subir ao topo dela. Aí você terá que ir na bilheteria lá no subsolo.

De lá desça as escadarias da Basílica não deixando de aproveitar todos os ângulos dela conforme for descendo. Entre na Rua de SteinKerque para mais lojinhas de souvenirs e restaurantes. Você pode parar para almoçar aí. Nós tomamos um sorvete maravilhoso no Amorino dessa rua. (Onde comprar barato em Paris, acesse aqui)

20190319_094628.jpg
O sorvete é tão bom que a gente toma até no inverno! (Mas se fizer isso tome dentro da loja que é aquecida…por favor!)

De lá seguimos em direção ao Moulin Rouge. A rua onde ele fica tem outros diversos cabarés.

DSC_0007

Se estiver com tempo bom no dia, pegue o metrô até a Praça da República e conheça o Canal de Saint Martin. Você pode jantar por lá. Nós tínhamos ingressos para a Ópera nesse dia, então encerramos as andanças no Moulin Rouge mesmo. O Canal costuma ficar mais movimentado no verão. Nas outras estações ele é meio morto. Então nesse caso você pode deixar para jantar perto do seu hotel mesmo, ou em outro lugar de Paris à escolha.

Dia 6 – Ópera de Paris, Galaria Lafayette e Marais

Comece seu dia indo até a Ópera Garnier e se possível faça a visita guiada. Verifique no site os dias de abertura pois ela não abre todos os dias.

DSC_0553
Ópera Garnier

De lá vá em direção à Galeria Lafayette. O local reúne as marcas mais famosas (e caras) de Paris. Para mim foi ótimo apenas para admirar o local que é lindooo, pois não comprei nada, tudo muito caro…rs. (Clique aqui e veja dicas de onde comprar barato em Paris) Vale a pena ir mesmo que apenas para admirar. Os vitrais do teto e toda a estrutura são incríveis. Vá até o terraço e veja mais uma vista linda de Paris. No meio da Galeria há uma ponte de vidro onde você pode caminhar e ainda tirar fotos incríveis, mas estava uma fila surreal. Não encaramos não..rs.

Dentro da Galeria Lafayette você já encontra alguns restaurantes onde você pode almoçar. Inclusive tinha um que tinha preços bem razoáveis para montagem de pratos e sobremesas pré definidos (Lafayette Café). De lá pegue o metrô e vá para o Marais, um dos bairros mais descolados de Paris. Tome como referência a Rua Franc Bourgeouis e apenas vá caminhando e descobrindo as maravilhas da região. Diversas lojas incríveis, restaurantes, patisseries maravilhosas e muitos artistas de rua.

DSC_0538
Ruas fofas no Marais
DSC_0540
Tem até Granado!

Você pode, ainda, caminhar até a Place des Vosges e também visitar, se quiser, o Centre Pompidou, um museu com uma arquitetura super diferenciada. Ali por perto você também encontra um lugar muito legal que não tivemos tempo de ir, que é o Marché des enfants, um mercado público com diversas opções de alimentação dentro.

20190316_121143
Centre Pompidou – Não entramos mas olha que museu diferente!

Outras opções do que fazer em Paris:

  • Reservar um tempinho para compras: Clique aqui e veja post específico com as melhores lojas para comprar BARATO em Paris.
  • Ir à um jogo do Paris Saint German: Amo esportesss!! E sempre que viajo procuro ver se no período estará rolando algum jogo legal que eu possa assistir, seja basquete, futebol etc. E no período da nossa viagem ia rolar um clássico em Paris: PSG X Olympique de Marseille. Não pensamos nem duas vezes e compramos os ingressos. É super simples chegar ao estádio Parc des Princes (a casa do PSG) de metrô. E a volta também foi super tranquila, é claro, saindo com 10 minutos antes do jogo acabar.  A experiência foi incrível! Parecia um Fla X Flu. Sem contar que assistir Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Mbappé no mesmo jogo foi demais!!! Só faltou o Neymar, que infelizmente estava machucado. Compre os ingressos direto no site do PSG
20190317_180259
Parc des Princes- assistindo ao clássico PSG X Olympique de Marseille
  • Assista alguma peça na Ópera de Paris: Fui muito abençoada durante minha viagem. Faço ballet e durante o período de nossa viagem estava em cartaz o “Lago dos Cisnes”, um dos ballets mais famosos do mundo. Ele não estava sendo apresentado na Ópera Garnier, e sim na Ópera Bastille, o que ainda nos permitiu conhecer outro pedacinho de Paris. Vale muito a pena assistir um espetáculo lá. Se você não curte ballet, pode procurar se terá alguma ópera ou apresentação instrumental durante sua estadia. Veja o calendário e compre os ingressos direto no site da Ópera e fique atento se o seu espetáculo será na Ópera Garnier ou na Ópera Bastille. 
20190319_182541
Lago dos Cisnes na Ópera Bastille
  • Visite a Disneyland Paris: Sou suspeita em falar de Disney. Pois se pra onde vou tem Disney com certeza lá estarei. Reservamos dois dias de nossa viagem para visitar os parques. Detalhes de como fazer para ir e roteiro completo você confere neste post.

DSC_0394

  • Faça um bate-volta até outros países: Fizemos um bate-volta para Amsterdam, Bruxelas e Londres. E foram muito bons! Valem muito a pena. Clique no nome de cada um para ver roteiro completo desses bate-voltas.
DSC_0115
Canais em Amsterdam
DSC_0789
Grand Place em Bruxelas
DSC_0723
Palácio de Buckingham em Londres

Pontos Turísticos em Paris que não visitamos mas que valem a pena entrar em seu roteiro se você tiver tempo:

  • Grande Arco de La Défense – Monumento situado no bairro de La Défense no território da comuna de Puteaux.
  • Torre Montparnasse – Por mais que os ânimos dos parisienses por esta torre não seja dos melhores (ela destoa muito dos outros edifícios da cidade), é inegável que proporciona uma das vistas mais lindas de Paris pois tem a Torre Eiffel enquadrada.
  • Museu dos Inválidos – Citei ele no roteiro. Não tivemos como visitá-lo mas o acervo é super legal de se conhecer.
  • Passeio de barco pelo Sena – Queríamos muito fazer esse passeio, mas estava muito muito muito frio, e perto do Sena ficava mais frio ainda…imagina com o vento do barco batendo no rosto. Ficamos com receio de não curtir muito e acabamos não fazendo.
  • Fundação Louis Vitton – Espaço cultural lindo por fora e por dentro.
  • Bate-volta até Versailles – Você poderá conhecer o incrível e lindo Palácio de Versailles e seus jardins.

Bom gente, é isso!

Espero que tenham gostado!!

Vai viajar para a Europa no Frio? Fizemos um post com todas as dicas sobre o que você deve levar! Para acessar clique aqui!

E lembrando que se quiserem fazer reserva de hotel ou compra de seguro (obrigatório para a França) e chip é só clicar neste link. Usando o nosso link para a compra nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter este blog ativo!

Nos siga no instagram: @antesdeirblog

Gostou desse blog? Reserve com nossos parceiros clicando nos links abaixo e nos ajude com uma pequena comissão!
Passagens áreas com o Passagens Promo
Hospedagem com o Booking.com
Aluguel de Carro com a Rentcars
Seguros com a Seguros Promo
Não viaje para o exterior sem o chip da easysim4u


Seguros Promo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s