O que fazer em Visconde de Mauá num final de semana?

Sabe aquele lugarzinho gostoso, com clima ameno, cheio de atrações naturais, comidinha boa, lojinhas incríveis e que de quebra é super pertinho de casa (pra quem mora no Rio) pra visitar até num finalzinho de semana e mesmo assim curtir muito. Sim, esse lugar é Visconde de Mauá, que fica aos pés da Serra da Mantiqueira! Aproveitamos o finalzinho das nossas férias para comemorar nosso aniversários de casamento nesse lugarzinho incrível e já saímos de lá planejando quando seria a nossa volta! 

Então, chega de blá blá blá e bora pra um roteirinho incrível nesse lugarzinho lindo!

Visconde Mauá, Maringá ou Maromba?

Pra começar é importante você saberem que apesar da maioria das pessoas, inclusive eu, chamar apenas de Visconde Mauá, a região reúne essas 3 vilas (Visconde de Mauá propriamente dita, Maringá e Maromba) super pertinho uma da outra a ponto de você conseguir visitar tudo na mesma viagem. 

Além disso, é exatamente em Maringá e Maromba que ficam a maioria das atrações naturais (cachoeiras mais famosas) do local. Então, é importante decidir onde se hospedar primeiro para a partir daí você preparar seu roteirinho. Então, vou explicar um pouquinho sobre cada uma das vilas pra que você escolha aquela que tem mais a sua cara. 

Onde se hospedar em Visconde de Mauá?

Visconde de Mauá: A vila é a primeira pra quem vai a partir do Rio de Janeiro e fica no Município de Resende. O centrinho principal se resume a praticamente uma rua que tem uma igreja, poucos restaurantes, um centrinho de artesanato e durante a semana muita coisa nem abre. A melhores pousadas ficam um pouco mais pra dentro da região precisando de carro pra ir ao centro de grande parte delas.

Vila de Visconde de Mauá

Maringá: A vila fica há mais ou menos uns 7km de distância da anterior e já fica situada uma parte em Itatiaia no Rio e outra em Bocaína de Minas. Aliás gente! Isso é uma das coisas muito legais desse lugar! Existe uma ponte bem no centrinho que está exatamente em cima da divisa dos estados. Então de um lado dela você conhece as lojas e restaurantes do lado Mineiro e do outro os do lado do Rio de Janeiro. Fora que ainda dá pra brincar de ficar no meio da ponte em dois lugares ao mesmo tempo. Eu amooo!!! Bom, se você está pensando em infraestrutura, centro bem movimentado com restaurantes, comércio, fábrica de chocolates e vida noturna: essa é a melhor região. Tem diversas pousadas bem perto do Centro Gastronômico que inclui restaurantes famosos e várias lojinhas lindas.

Vila de Maringá super lindinha

Maromba: Com um centrinho bem mais rústico e pousadas mais próximas das cachoeiras. Se você quiser se hospedar aqui é pra se afastar mesmo da civilização e estar mais em contato com a natureza. A vila fica há uns 6km da Vila de Maringá, também fica em Itatiaia-RJ e a maior parte da pista não é asfaltada. 

Vila de Maromba

Nós nos hospedamos em Maringá e foi a melhor decisão que tomamos, pois como, apesar de termos ficado só 4 dias (o que vai te ajudar nesse roteiro de Fim de semana) nós não fomos num final de semana. Logo, nas outras vilas estava praticamente tudo fechado. Até na vila da Maringá algumas lojas só abriram na quinta-feira, mas ainda assim estava bem movimentado. 

Ficamos hospedados bem pertinho do centro numa pousada que ficava do outro lado da ponte, no lado de Minas. Estávamos praticamente dentro do Centro Gastronômico e isso foi ótimo porque não precisávamos tirar carro para sair para jantar a noite. Ficamos na Pousada Terra da Luz. A pousada é linda e aconchegante, o dono é super simpático e nos dava várias dicas de passeio, o café da manhã é incrível e ela tem estacionamento. 

Café da Manhã na Terra da Luz. Nosso dia já começava incrível!

O que fazer em Visconde Mauá

Vou colocar aqui o nosso roteirinho que foi super tranquilo e você pode optar por incluir ou tirar alguma coisa pra adaptar a sua viagem!

Dia 1- Como foram mais ou menos umas 3h30 de viagem do Rio, fora as paradas no primeiro dia nós sempre optamos por não fazer muita coisa. Apenas nos ambientamos e já saímos para conhecer as lojinhas e restaurantes da vila com calma.

Uma das pontes onde você pode ficar em 2 lugares ao mesmo tempo.
Divisa. A ponte da foto anterior fica ao lado dessa placa
Ponte em cima da divisa que fica bem no centrinho do Pólo Gastronômico

Tomamos um cafézinho ótimo no Café Gourmand Maringá, que fica dentro de uma galeriazinha e a noite jantamos no Vilarezzo Pizzas e Massas. Incrível demais! Estava tudo muito bom!

Café Gourmand na Vila de Maringá
Restaurante Vilarezzo no lado de Minas da Vila

Dia 2– Seguimos a dica do dono da pousada e fomos a pé conhecer diversos locais por ali perto. Caminhamos até a Piscina Natural, lindíssima, mas só pra olhar mesmo porque a água estava congelada. Hehe

Piscina natural a uma pequena caminhada da Pousada

Atravessamos uma ponte super fotogênica e do outro lado conhecemos o Ateliê Kligerman Mérigo, um lugar cheio de peças incríveis admnistrado pelo próprio casal de artistas que encontramos por lá. Vale muito a pena conhecer o trabalho dos dois.

Olhem que lugar estonteante!

Caso queiram conhecer, ali perto também tem uma fábrica de cervejas artesanais. Não paramos nela, atravessamos a ponte novamente e fomos até a Casa do Chocolate e na Casa das Velas

Para que você possa ir com as expectativas certas não espere uma visita à uma Fábrica de Chocolates tipo a da Prawer, que visitamos em Gramado. Não, na verdade é a casa do dono onde tem um local onde os chocolates são produzidos de forma bem artesanal e ficam expostos lá para compra. Eles são bem gostosos. 

A Casa das Velas tem velas de todos os tipos, tamanhos e cores. E os dois adolescentes que nos atenderam disseram que elas eram produzidas pela avó deles. Amei e aproveitei pra perguntar se eles já tinham aprendido o ofício! Hehe

Voltamos de lá a pé mesmo até a pousada para pegar o carro e fomos até a Vila de Visconde de Mauá para conhecer. Não tinha praticamente nada aberto, então só demos uma voltinha mesmo e fizemos um almoço tardio no restaurante maravilhoso Gosto com gosto da chef Monica Rangel. O restaurante tem pratos muito bons!! Ah e escolhendo qualquer um deles você ganha uma provinha das sobremesas (isso em 2021, é bom confirmar no período da visita). 

Aldeia dos Imigrantes na Vila de Visconde Mauá. Lugarzinho lindo. Pena que estava tudo fechado!

Nesse dia por conta do almoço tardio nem conseguimos jantar e apenas compramos um queijinho maravilhoso numa das lojinhas da região para degustar. 

Dia 3– Dia de conhecer as famosas cachoeiras da região. Pegamos o carro e fomos até a vila de Maromba. Colocamos no Waze o nome da cachoeira Poçao de Maromba e quando chegamos perto dela tinha uma plaquinha de um estacionamento pago e optamos por colocar lá. Algumas pessoas estavam deixando no caminho mesmo mas atrapalhava demais a descida na estrada de terra e não quisemos deixar na rua. 

Deixamos o carro lá e primeiro caminhamos 1,5km até a incrível Cachoeira do Escorrega. Ela é lindíssima e tinham alguns corajosos lá escorregando. Se água de cachoeira já é gelada no verão, imagina no inverno que foi quando fomos? Estava temperatura de congelador…hehe. Não entramos não. Mas ficamos admirando um tempão aquele lugar maravilhoso. 

De lá descemos e fomos ao Poção do Maromba, outra cachoeira linda que era a que ficava mesmo mais pertinho do estacionamento. Uma galera usa essa cachoeira pra saltar. Eu sempre fui meio apavorada com esse negócio de ficar pulando em cachoeira. Nunca curti. Sou mais de admirar mesmo e se der pra tomar banho, ótimo. Se não, só olho! Hehe 

Saímos de lá e comemos uns torresminhos e um caldinho verde na própria lanchonete do estacionamento. Lá perto da Cachoeira do Escorrega tem vários restaurantes bem bonitinhos mas ainda não estávamos com fome quando saímos de lá. 

De lá pegamos o carro e estacionamos perto da Cachoeira Véu de Noiva. O acesso do local para carros é bem ruimmm. Mas conseguimos um cantinho para estacionar. Poderíamos até descer os 700 metros andando e depois subir de novo e deixar o carro no mesmo estacionamento mas já estávamos cansados depois de ter andado quase 3k pra do Escorrega (1,5km pra ir e 1,5 pra voltar) e mais 400 metros até o poção (200 pra ir e 200 pra voltar) e tudo isso com subidas e estrada de terra. 

Enfim, deixamos o carro num cantinho lá e pegamos pequena trilha até a Véu de Noiva e gente que coisa mais lindaaaa!!!!! Gratidão demais ao Pai por conhecer lugares como esse. 

Saímos de lá e voltamos para a vila já na hora de um cafézinho e paramos no Bistrô das Meninas. Um restaurante/café muito lindinhooo com uma livraria maravilhosa dentro e praticamente uma padaria francesa também. Tomamos um café ótimo e comemos uns docinhos que estavam deliciosos. O atendimento foi meio ruim e enrolado. Mas o cafézinho estava muito bom. Deu vontade de levar uns pãezinhos daquele pra casa. 

Bistrô das Meninas. Se melhorar o atendimento fica perfeito.

À noite jantamos no restaurante Casa di Pedra bem pertinho da nossa Pousada.  

Dia 4– Dia de ir embora. Tomamos o café maravilhoso da nossa pousada e pegamos o carro para voltar para o Rio mas não sem antes darmos uma paradinha em Penedo. Essa cidade também maravilhosa que já conhecíamos e que fica no caminho até Visconde de Mauá. São uns 40 minutinhos de Maringá até Penedo, então se você tiver mais um dia na viagem pode aproveitar pra conhecer essa cidade linda também. Demos uma voltinha na Pequena Finlândia e em algumas galerias ali perto e ficamos surpresos em como aumentou o comércio na cidade e como estava bem movimentadinha. Penedo é linda de viver!

Pequena Finlândia sempre linda!

Bom gente, espero que tenham curtinho e que esse roteiro te ajude a aproveitar essa cidade que é maravilhosa e super gostosa de conhecer. Na próxima visita estamos pensando em ir no Vale do Alcantilado, outro lugar de lá que não conseguimos conhecer nesta!

Me sigam no instagram para conteúdos sobre Experiência do Cliente e Viagens também! @priscilajardim_

Planeje sua viagem por conta própria usando os links abaixo!

Passagens áreas com o Passagens Promo

Hospedagem com o Booking.com

Aluguel de Carro com a Rentcars

Seguros com a Seguros Promo

Não viaje para o exterior sem o chip da easysim4u

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s