Vale a pena pernoitar em Viña del Mar?

Quem me acompanha por aqui sabe que adoro um bate-volta. Curto muito essa ideia de poder conhecer um pouquinho de algum lugar próximo do lugar que efetivamente estou hospedada nas minhas viagens. Inclusive, nossos bate-voltas a partir de Paris são um sucesso aqui no blog.

Bom, fato é que, quando estava planejando nossa viagem ao Chile minha ideia principal era conhecer os Andes. Só que, como fomos no verão, alguns passeios (como ir ao Vale Nevado, por exemplo), iam acabar se tornando a maior furada (conto sobre todo o nosso roteiro no Chile aqui nesse post), optamos por fazer o passeio nos Andes apenas à Cajón del Maipo e Termas da Colina (que são incríveis) e comecei a pesquisar sobre outras atividades para se fazer na cidade no verão e encontrei Viña del Mar como opção.

O local era super pertinho para fazer um bate-volta de carro, então, lá fui eu preparar o roteiro. Fato é que, quando comecei a fazer o roteiro vi que tinha tanta coisa legal que poderíamos fazer em Viña (a essa altura já tinha ficado íntima), que não ia dar mesmo para ficar apenas no bate-volta. Muitas pessoas optam por ele e acabam visitando os lugares super rapidinho e sem curtir o clima totalmente diferente que os dias nessa cidade chilena proporcionam. Então vou contar aqui um pouquinho sobre o que fizemos em Viña e você poderá avaliar se vale a pena ou não incluir um pernoite para lá em sua viagem.

Pôr do sol em Viña, um dos benefícios de se pernoitar por lá

Viña del Mar com carro alugado

Bom, em primeiro lugar é importante explicar que em Santiago nós não estávamos com carro alugado, por que achamos desnecessário. Fazíamos tudo de metrô ou a pé e para ir aos Andes não quisemos correr o risco de ir com um carro que não era um 4×4, então, para ir até lá contratamos um passeio. Então, quando decidimos que iríamos pernoitar em Viña tivemos que pesquisar o que valeria mais a pena.

Fizemos duas avaliações: se era melhor contratar um transfer ou pegar uber até Viña e se locomover a pé por lá e contratar passeios. Ou alugar um carro e ir de Santiago até Viña com ele e ter a facilidade de ter um carro por lá.

Quem já me conhece sabe que sou a maior fã que fazer as coisas por conta própria e no nosso tempo, então, optamos pelo aluguel. Além disso, o custo benefício do aluguel estava muito melhor que a primeira opção. Alugando o carro pela rentcars e com as despesas de gasolina ainda ficava mais em conta do que indo de transfer e ter que se virar pra se locomover por lá.

Roteiro em Viña del Mar com pernoite

Dia 1- Saímos de Santiago cedo e fomos em direção à Viña. Simplesmente colocamos o endereço do hotel no waze e fomos. A estrada é ótima e bem tranquila. Pegamos alguns trechos com bastante trânsito, o que você perceberá que é muito comum no Chile..hehe

Antes de chegarmos na cidade programamos uma parada no Arauco Premium Outlet Curauma. Se você já foi aos EUA e viu os preços que são praticados nos outlets de lá saberá que não tem muita vantagem em comprar nada importado no Chile. Por isso nem tivemos curiosidade em ir aos outlets mais próximos de Santiago. Já tínhamos pesquisado que nenhum deles valeria muito a pena.  Mas vimos muita gente falando muito bem desse outlet no caminho para Viña del Mar e resolvemos arriscar. O outlet é bem pequeno, mas realmente tem algumas coisas que valem a pena. Encontrei umas lojas de maquiagem com preços bem bonzinhos e algumas multimarcas também tinham algumas coisas legais mas não compramos muita coisa. Como já estava próximo a hora do almoço almoçamos por lá mesmo antes de seguir viagem.

Um dos grandes atrativos de quem vai até Viña é esticar um pouquinho e conhecer a cidade de ValParaíso (Valpo). O lugar é bem polêmico: muitos adoram e muitos odeiam pois é daqueles lugares que assustam um pouco quando se chega: bagunçado, um pouco feio e desorganizado. Mas eu amei pois o lugar tem seus encantos para aqueles que vencem o preconceito e resolvem conhece-lo. Resolvemos já chegar indo direto à ValParaíso antes de fazermos o checkin no hotel que ficaríamos em Viña.

Vista linda de um dos cerros de Valpo

Em Valpo, o primeiro lugar que fomos foi a Plaza Sotomayor, até porque precisávamos de um lugar mais seguro para estacionar o carro. Em frente ao prédio da Aduana tem um estacionamento subterrâneo privado. Então, aí vem a minha dica do porquê muita gente passa a odiar a cidade. Muita gente quando viaja acaba esquecendo que existem lugares mais violentos em todo lugar e fica super tranquilo com tudo, não pesquisa e não toma as precauções necessárias. Enfim. Val Paraíso é um local que tem muito furto sim! Tanto na rua quanto de carro. Então, algumas das pessoas que odeiam o lugar é exatamente porque foram roubadas ou tiveram o carro quebrado por te-lo deixado na rua. É claro que podem acontecer incidentes mesmo com você tomando todas as precauções. Mas quanto mais formos cuidadosos, melhor né? Não deixe o carro na rua em Val Paraíso. Na verdade, melhor: evite deixar carro na rua no Chile como um todo. Tem muitos casos de furto de carro lá. E fique atento ao andar ali perto do porto também. Segure firme a bolsa e não dê bobeira!

Bom, voltando ao roteiro. Na praça você verá o “Monumento a Los Heroes de Iquique”. O monumento tem uma história super importante para os chilenos (clique no nome se quiser saber mais) além de ser uma escultura super bonita.

Caminhamos em direção ao quartel (prédio azul) e um pouco mais acima à esquerda chegamos ao Ascensor El Peral. 

Os Ascensores são os elevadores que levam você até os Cerros que são a melhor parte de Val Paraíso. Morros, com ruazinhas estreitas e lindas, com casinhas coloridas e bistrôs maravilhosos. Subimos pelo Ascensor que cobra uma taxa pequena e fomos simplesmente desbravando os morros, pelas vielas e descobrindo surpresas nesse lugar, além de aproveitar a vista. No finalzinho de tarde vale a pena um cafezinho no Café Vinillo que fica na Almirante Montt, uma das ruazinhas principais lá do Cerro Alegre.

Mapinha de Valpo para você se localizar
Um trechinho do Cerro Alegre

Depois que saímos de Val Paraíso (já no final da tarde) fomos fazer check-in no nosso hotel em Viña. Se tivéssemos feito apenas bate-volta não teria como termos ficado uma tarde inteira em Valpo e nem a manhã toda no Outlet da estrada.

Como chegamos tarde, fizemos check-in e à noite fomos até a Rua San Martín para jantar, uma rua cheia de restaurantes e bem movimentada.

Dia 2 – Se você pernoitar em Viña pode tirar um dia inteiro para conhecer os pontos turísticos, e dependendo da localização do seu hotel poderá fazer isso a pé. Ficamos no Hotel Cassino Enjoy del Mar que é bem pertinho da praia e de praticamente todos os pontos turísticos.

Saímos do hotel e fomos em direção ao Relógio das Flores. O local é lindo mas não tem nada de mais. É apenas uma praça bonita com um relógio esculpido nas plantas. Mas vale a pena a caminhada até lá beirando a praia.

No caminho demos uma paradinha no Castelo Wulff para uma visita. Eles permitem entrar no castelo onde tem uma exposição. O castelo é lindíssimo! E na parte de fora tem uma torrezinha que garante uma vista linda do mar e de uma parte da cidade.

Torre com mirante no Castelo Wulff

Na volta andamos até a Praia de Acapulco (que não se parece em nada com a Mexicana) e ficamos lá até o finalzinho da tarde! A praia é bem bonitinha mas as águas do Pacífico não ajudam muito nem no verão.…eita água gelada de doer! Mas é uma praia bem gostosinha pra passar o dia. Em um bate-volta o máximo que você poderia fazer era passar por lá para umas fotos.  

Fui na água só pra ver se dava pra entrar…desisti…hehe

À noite resolvemos ir Cassino do nosso hotel, já que ele também é um dos pontos turísticos da cidade e fica bem cheio. O ambiente é igualzinho dos filmes: um monte de gente naquelas mesas de cartas, máquinas caça niqueis espalhadas por todos os lugares, seguranças etc. Como a gente não sabia jogar nada fomos para uma das máquinas só para brincar, então pedimos a um dos funcionários do cassino para nos explicar como fazíamos. Ele não estava muito a fim de explicar nada, então depois de termos perdido 2.000 pesos (quase 10 reais) a gente cansou da brincadeira e foi jantar…hehe. Nesse dia optamos por escolher um dos restaurantes dentro do próprio hotel e foi muito bom.

Último dia – Dia de voltar para o Rio de Janeiro. Saímos do hotel cedo para que pudéssemos parar para abastecer (Optamos pelo aluguel do carro com devolução do tanque cheio). Nesse caso, o ideal é sempre deixar para abastecer no posto mais próximo do aeroporto. Marcamos no waze e tudo certo.

Lá no aeroporto mesmo, antes de embarcar, trocamos os poucos pesos que ainda restavam conosco. Troque tudo que puder. Ao contrário do dólar, peso chileno não é uma moeda que valha a pena levar pra casa. (Levamos só uma notinha de recordação..rs).

Conclusão: Amei pernoitar em Viña del Mar. Dá pra sentir a diferença de uma cidade praiana para Santiago. E lá é local das casas de praia dos chilenos que moram no centro, então no final de semana pode ser até que fique mais movimentado do que quando estivemos lá. Você consegue conhecer os lugares com mais calma, desfrutar da praia, caminhar pelo local, assistir ao pôr do sol sem ter que sair correndo para voltar a Santiago. Se eu soubesse que era uma cidadezinha tão gostosa teria incluído mais uma noite para visitar outras praias da região.

Mas se na sua viagem você não tiver muito tempo e optar em fazer o bate-volta faça o roteiro do nosso segundo dia em Viña e tente incluir Valparaíso para uma visita rápida.

Espero que tenham gostado e ajudado a decidir se vale a pena ficar ou não por lá!

Para roteiro completo do Chile acesse aqui

Vai encarar um feriado irrenunciable no Chile? Não se desespere, clique aqui e veja nosso post: O que fazer em um feriado irrenunciable no Chile!

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Nenhum pensamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s